Handmaid's News

Alexis Bledel fala dos desafios e melhores momentos de Emily na Segunda Temporada de The Handmaid's Tale


Merecendo mais uma vez o Emmy

Alexis Bledel, a atriz premiada pelo Emmy que interpreta Emily em The Handmaid's Tale, concedeu uma entrevista ao Deadline, falando de sua personagem, desafios e bastidores da série.

Para Alexis Bledel, o maior desafio como aia foi focar totalmente no arco de sua personagem, traçando uma evolução emocional sutil de uma mulher como Emily que é imprevisível ao longo do tempo. "Enquanto cada cena é uma combinação diferente de coisas em cada tempo e lugar, ela tem uma quantidade diferente de trauma acumulado", diz Bledel.

Muito da personagem pôde ser descoberto nessa nova temporada, o segundo episódio foi centrado em Emily, com sua vida nas Colônias e flashbacks do passado. "Foi ótimo ver como tudo foi feito. Perguntas sobre o que aconteceu com Emily foram respondidas, mais do que eu imaginava, com a inclusão de sua história de fundo, ao lado das cenas nas Colônias.", completa.

O cuidado que Emily teve com outras mulheres nas Colônias tem explicação se olharmos para o seu passado, ela era professora de biologia celular. "Seu conhecimento da biologia celular permite que cuide dos que estão em pior situação e alivie a dor em seus últimos dias. É apenas algo que ela sabe fazer. Eu acho que ela preferiria fazer isso e o que mais pudesse. Isso a mantém ocupada.", observa Bledel.

Para a atriz, uma das coisas que Emily carrega e manterá para sempre em sua mente é a cena da despedida com sua esposa Sylvia e seu filho. "Tenho certeza de que é uma força motivadora em alguns pontos da verdade realmente torturante de sua vida que ela sempre traz de volta para sua mente e suas emoções. Então, é um pensamento que está sempre lá."

O sofrimento ao enfrentar os elementos naturais como frio, lama, e até um tornado de neve ao filmarem cenas das Colônias não chegam nem perto do que as mulheres de The Handmaid's Tale aguentam. "Era importante descrever os efeitos físicos e emocionais do lugar nas mulheres, da maneira mais completa e sincera possível, para fazer justiça não apenas aos personagens, mas a qualquer mulher que sofresse na vida real. Tivemos que nos colocar no lugar das aias para fazer isso, mas uma semana disso não é nada comparado ao que realmente seria. Também parece muito pior do que na realidade."

Sobre a relação com Madeline Brewer, Bledel diz que as duas são realmente parceiras. "Elas [Emily e Janine] são quase como ímãs que repelem. Madeline foi ótima para trabalhar junto nesta temporada. Ela faz escolhas tão fortes e interessantes como Janine, que são sempre muito divertidas de se fazer. Ela é descontraída e adorável para se trabalhar. Mas Janine é profundamente interessante. É uma ótima personagem. Parecia que nessa temporada, elas estão em total oposição, ela e Emily, e ainda assim formam esse elo. Como se conhecessem desde antes de Gilead e é um alívio ver um rosto familiar."

Para Bledel a cena que foi satisfatória em se filmar foram todas as dos flashbacks onde Emily, em um tempo antes de Giled, prospera em sua vida conjugal e profissional. Ela ainda diz que é um ótimo desafio ter partido de Gilmore Girls, menos intensamente dramática, para The Handmaid's Tale.