Handmaid's News

Guia de como ser uma "boa aia"


Blessed be the fruit!

O ano é 2018, o Brasil elegeu o candidato das famosas frases "Ela não merece [ser estuprada] porque ela é muito ruim, porque ela é muito feia, não faz meu gênero, jamais a estupraria. Eu não sou estuprador, mas, se fosse, não iria estuprar porque não merece", "Fui com os meus três filhos, o outro foi também, foram quatro. Eu tenho o quinto também, o quinto eu dei uma fraquejada. Foram quatro homens, a quinta eu dei uma fraquejada e veio mulher." e "Eu sou favorável à tortura, tu sabe disso" como presidente do Brasil.

É conveniente agora, um guia de aia, dos bons costumes ensinados por Gilead no Red Center. Antes de mais nada, para ser uma aia, é necessário ter "ovários saudáveis", ou seja, ser fértil, além de ter cometido algum pecado que possa ser perdoado com a punição de estar servindo como escrava fértil de um Comandante e uma Esposa. 

A aia deve se livrar de toda a roupa considerada normal em outros tempos, adotando a touca a capa vermelha longa como vestimenta habitual. Novos cumprimentos devem ser adotados, um "Blessed be the fruit" deve ser respondido com apenas "May the Lord open". Os passeios fora de casa devem ser feitos em dupla, sempre vigie sua companheira e apenas jogue conversa fora, papos pessoais são proibidos. 

Finalmente!? há a Cerimônia, onde o Comandante lê algumas palavras bíblicas sobre Raquel e Lia, todo o precedente distorcido para as ações monstruosas de Gilead. A aia deve deitar-se entre as pernas da Esposa e ser incumbida pelo Comandante uma vez por mês até engravidar, isso se o Comandante não for o infértil, o caso de nosso querido Fred Waterford de The Handmaid's Tale.

Depois de completar sua tarefa, caso gere um filho, seu pecado não será perdoado, a aia será levada a mais casas para gerar mais e mais filhos, como disse Fred, "Melhor? melhor nem sempre significa melhor para todo mundo." 

Esse conteúdo é uma sátira, se não fosse trágico. Eleitores do Coiso, ou o próprio não devem lê-lo, muito menos aplicá-lo.