Handmaid's News

Serena Joy é infértil em The Handmaid's Tale?



Gilead sempre coloca a culpa nas mulheres

Em The Handmaid's Tale, Serena sempre foi levada a acreditar que seria infértil, como todas as outras mulheres de Gilead - não é permitido classificar homens como inférteis.

No episódio "First Blood", nos é revelado em flashback que Serena levou um tiro enquanto saía de um campus universitário após fala sobre seu livro "A Woman's Place". Em um primeiro olhar, nos parece que esse tiro a afetou em termos de fertilidade, já que atingiu as proximidades das tubas uterinas.

Continua após a publicidade

Mas em entrevista ao Insider, Bruce Miller, o criador da série, revelou o contrário. "Em algum momento você descobre que Serena Joy não é estéril", disse Miller. "Se é o Comandante [que é estéril] e Serena pode ser fértil, isso abre muitas portas para nós em termos de história." Vale lembrar que June não engravida após Cerimônias sucessivas com Fred, mas ao se relacionar com Nick, finalmente acontece.

Em "Smart Power", Mark Tuello revela a Serena que o que restou dos Estados Unidos ainda mantinha atividades, "Vemos que o problema se origina nos homens. Os melhores cientistas dos EUA estudam fertilidade há anos e fizeram progresso." Além se Serena, há de se supôr que outras Esposas poderiam estar convivendo com uma infertilidade masculina.

Portanto, a infertilidade de Serena poderia bem ter sido forjada - ou suposta por Fred - e usada como forma de controle sobre a Esposa. O tiro, porém, deve ser interpretado como um atentado ao que Serena e Fred estavam idealizando. "A Woman's Place", livro de Serena, não tinha nada de feminista e pode ser considerado como um dos instrumentos pré-Gilead.