Handmaid's News

Google culpa erroneamente "facção católica" pela criação de Gilead


#Medo

As informações que aparecem ao consultar "The Handmaid's Tale" no Google assustaram os internautas na tarde de hoje (20). 

A sinopse informada pelo Google culpa a "facção católica" pela criação de Gilead. "Depois que um atentado terrorista tira a vida do presidente dos Estados Unidos e de grande parte dos outros políticos eleitos, uma facção católica toma o poder com o intuito de restaurar a paz."

Anteriormente a sinopse estava correta, mas segundo o próprio Google, as informações podem ser modificadas com base em denúncias suscetivas. Tratou-se portanto, de um movimento para que as informações fossem modificadas.

Continua após a publicidade


Os "Filhos de Jacó" nunca tiveram uma religião definida, na instauração de Gilead todas as expressões de religião anteriores, inclusive a igreja católica, foram abolidas e condenadas. 

Para denunciar o erro, pesquise pela série no Google e clique em feedback, comunicando o trecho incorreto. 


Já o Google em inglês traz a versão correta da sinopse. "Baseada no romance best-seller de Margaret Atwood, esta série se passa em Gilead, uma sociedade totalitária no que costumava fazer parte dos Estados Unidos. Gilead é governado por um regime fundamentalista que trata as mulheres como propriedade do estado e enfrenta desastres ambientais e uma taxa de natalidade em queda. Numa tentativa desesperada de repovoar um mundo devastado, as poucas mulheres férteis restantes são forçadas à servidão sexual. Uma dessas mulheres, Offred, está determinada a sobreviver ao mundo aterrador em que vive e encontrar a filha que foi tirada dela."