Handmaid's News

Os 5 momentos mais importantes do episódio 1 da segunda temporada de The Handmaid's Tale


A matéria contém spoilers da segunda temporada

A segunda temporada de The Handmaid's Tale voltou na última quarta (25) com episódio duplo, do primeiro separamos os 5 momentos mais importantes de mais um episódio desolador da série. Como o episódio não poderia deixar seu título de lado, foi centrado em June. Leia ainda a review completa do episódio neste link.

1. As mulheres aguentam um cruel jogo mental

Estou triste em relatar que não, a vã em que June é lançada no final da primeira temporada não é o caminho para a salvação. Em vez disso, é o caminho dela para o Fenway Park em ruínas que a Tia Lydia transformou em um show de horrores. Depois de ter uma focinheira amarrado no rosto, June e várias outras aias são levadas para o campo de beisebol, onde uma forca está esperando por elas. As mulheres são então forçadas a subir na plataforma e ter cada uma das suas cabeças enfiadas em um laço.



Com "This Woman's Work", de Kate Bush, ao fundo, vemos as aias chegarem a um acordo com os momentos finais de suas vidas: um gemido, uma mulher faz xixi nas calças e June passa um longo momento olhando para o céu. Então, um dos soldados que reuniu todas as aias puxa a alavanca e... nada! Tia Lydia sai das sombras lendo as escrituras e anuncia que toda a situação é uma punição por se recusar a matar Janine na temporada anterior. "Que isso seja uma lição para vocês", ela adverte.


2. June retorna ao Centro Vermelho

Após o incidente em Fenway, June e o resto das aias são levadas ao Centro Vermelho e obrigadas a se ajoelharem enquanto seguravam pedras em seus braços estendidos sob uma chuva torrencial. Assim que Tia Lydia descobre que June está grávida, imediatamente suspende seu castigo e a leva para dentro para se aquecer e fazer uma refeição. June, para sempre rebelde, se recusa a comer. "Uma menina tão corajosa, desafiadora, mas sem arriscar nada", diz tia Lydia sobre sua desobediência antes de desfilar as outras aias para dentro da sala.

Uma a uma, elas são algemadas ao fogão da cozinha e forçadas a segurar as mãos sobre a chama enquanto June fica lá e come. Em outras palavras, é coisa dos piores pesadelos. June também é levada para uma sala suja para ver o que acontece quando uma aia grávida desobedece: lá, Ofwyatt é acorrentada com apenas uma cama no chão como sua companhia (aparentemente ela tentou se matar e ao bebê bebendo drinque).

3. O flashback desolador de June

Neste retrospecto da vida antes de Gilead, June e Luke estão tendo uma discussão sobre ter outro bebê ou ficar tomando anticoncepcional (aparentemente ela precisaria da assinatura dele para receber mais medicamentos). No meio de sua manhã movimentada, June decide dar um remédio a Hannah, já que ela está com febre, manda-a para a escola e vai para o trabalho.

Logo, June é chamada para o hospital, onde Hannah está sendo examinada. Aparentemente, é contra a lei mandar as crianças doentes para a escola (já que as crianças eram uma raridade na época), e uma enfermeira mal-educada repreende June por trabalhar (e vagamente ameaça que Hannah poderia ser levada).


4. Grande fuga de June

Embora ela esteja claramente aliviada por ter sua aia grávida em casa, Serena ameaça June para que ela não se desvirtue mais e também a leve para uma visita ao médico. Quando os Waterford deixam a sala de exame junto com o médico, um enfermeiro se vira para June e a chama pelo seu nome real, em oposição ao nome de aia, Offred, imediatamente informando que algo está acontecendo. Não demora muito para June encontrar uma chave escondida em sua bota, que a leva por uma passagem no fundo do prédio e na traseira de um caminhão de carne em marcha lenta. Ela está livre! Bem, mais ou menos.


5. Nick retorna, mas por pouco tempo

O caminhão leva June a um lugar seguro em "Back Bay", e Nick vem cumprimentá-la. Ele a instrui a trocar de roupa e cortar o cabelo, mas essa não é a única coisa que ela usa uma tesoura; June também corta um pedaço do ouvido dela para se livrar do dispositivo de rastreamento que todas as aias recebem no Centro Vermelho. June queima suas roupas vermelhas e o chapéu branco em um incinerador - como se estivesse literalmente subindo das cinzas - e mais uma vez declara: "Meu nome é June", em um de seus monólogos característicos.

Mas e você, acha que mais algum momento desse grande episódio deveria ser lembrado? Comente!