Handmaid's News

Segunda Temporada tratará mais da origem de Gilead


A segunda temporada de The Handmaid's Tale oferecerá uma visão mais profunda dos conflitos sociais e políticos que levaram à sucessão de Gilead nos Estados Unidos.

Os produtores da série e Elisabeth Moss conversaram sobre os grandes temas da próxima temporada nesse domingo (14) pela parte da manhã durante o painel do Hulu no Television Critics Assn em Pasadena. Moss falou ao lado de Bruce Miller, showrunner e produtor executivo da série e do produtor executivo Warren Littlefield.

A primeira temporada termina em um cliffhanger com Offred grávida e desafiando leis para escapar de Gilead.

Marisa Tomei é uma das atrizes convidadas que aparecerão na nova temporada, revelou Miller. Tomei estará no segundo episódio quando a série começará a explorar a ideia das colônias, embora ele não deu detalhes sobre a personagem.

"A maior barreira para a segunda temporada é sempre a primeira temporada", disse Miller, uma frase já bem conhecida do produtor.

A próxima temporada vai além da história que se desenrola na novela de Margaret Atwood. Offred está em fuga, Littlefield revelou, alguns personagens estarão em uma área conhecida como As Colônias, um elemento que é mencionado no livro, mas não totalmente explorado. "É um mundo bastante proibido", disse Littlefield.

Miller observou que durante a realização da primeira temporada, havia aspectos do livro que não podiam explorar nos 10 episódios iniciais.

"Nós guardamos muitas coisas da primeira temporada. Mantivemos uma lista longa e boa", disse ele. "É apenas uma expansão desse mundo. Não estamos saindo desse mundo [do livro] ".

Atwood permanece ativamente envolvida como uma consultora que está em comunicação constante com Miller. Reed Morano, a diretora que construiu o design de The Handmaid's Tale ao acompanhar os três primeiros episódios, não voltará para a segunda temporada por causa de seu horário de produção ocupado. A metade dos diretores da segunda temporada são mulheres, disse Littlefield.

The Handmaid's Tale tocou em um nervo em sua estreia em abril do ano passado, já que a questão do assédio sexual e a discriminação de gênero ocupam um lugar central na política e na cultura. O esforço de resistência dentro de Gilead pelas aias teve reflexo em um momento em que resistir tornou-se um grito de união para muitos que se opõem ao governo Trump nos EUA e pelo mundo.

O conceito de mulheres que organizam um esforço de resistência "teve grande influência na primeira temporada e terá grande influência na segunda temporada", disse Miller. "O nível de consciência de Offred aumentou. Ela é mais capaz de ver as coisas ao redor dela."

Moss acrescentou: "Há mais de uma maneira de resistir, também. Há também resistência dentro dela. Isso é algo que é uma grande parte desta temporada ".

À medida que o enredo espessa para Offred e outras aias, Miller disse que a série está aderindo ao estilo de fantasia explicado por Atwood para a novela. Os abusos infligidos a personagens femininas na série devem ser fundamentados na realidade das mulheres em algum lugar do mundo. Miller disse que os produtores consultaram as Nações Unidas e a Human Rights Watch para garantir que saibam do que escrevem.

Falando aos repórteres após a sessão, Miller minimizou a ideia de que os eventos atuais influenciaram a história. "Eu não diria que a história foi tirada das manchetes de hoje", disse ele. "Eu diria que as manchetes de hoje foram arrancadas do livro".

Ele disse, no entanto, que eventos de resitência femininos que aconteceram durante 2017 foram discutidas na sala dos escritores.

Miller e Littlefield louvaram a atuação de Moos: "Sem ação, sem diálogo, há uma relação que a câmera possui com o rosto de Lizzie", disse Littlefield. "Há uma narrativa inteira que está ocorrendo quando essa câmera estiver no rosto dela".

A habilidade de Moss "nos permitiu escrever coisas que realmente não seríamos capazes de escrever", disse Miller. "É simplesmente incrível. É um mundo estranho, ela está vestindo um chapéu estranho. O grau de dificuldade é super alto ".

Miller citou a experiência de Moss em Mad Men da AMC como tendo lhe dado a experiência de como construir um personagem ao longo do tempo e sobre arcos de história longaia.

Moss expressou seu apreço pela abertura de Miller ao discutir quando ela tem dúvidas ou preocupações sobre uma cena ou as motivações de Offred. Os dois tiveram recentemente uma conversa telefônica de uma hora sobre uma cena. "Ele pegou suas armas", disse Moss. "Eu confio nele. Ele me explicou de uma maneira que eu deveria fazer "Oh", e foi uma ótima cena ".

A segunda temporada de The Handmaid's Tale chega ao Hulu com a exibição dos dois primeiros em 25 de abril. Veja o primeiro trailer abaixo e saiba mais sobre neste link:

Adblock Detectado

Você gosta desse conteúdo? Então nos ajude desativando o Adblock

Você pode desativar o seu adblock só em nosso domínio, ajude-nos a continuar levando conteúdo relevante para você :)

Muito obrigado, The Handmaid's Tale Brasil

×