Handmaid's News

Guia de termos de The Handmaid's Tale

Guia de termos de The Handmaid's Tale

Muito sobre o mundo que vemos retratado em The Handmaid's Tale pode parecer familiar: os edifícios, as roupas dos homens, os corredores dos supermercados. Mas observe um pouco mais os detalhes, a falta de palavras, as atitudes frias e, claro, as mulheres, uniformizadas de acordo com o status de classe, nunca andam sozinhas. Enquanto a nação de Gilead se sente surpreendentemente superior, existem algumas diferenças com o nosso mundo.

As frases abaixo são tiradas da série do Hulu bem como do livro original escrito por Margaret Atwood, um guia útil para entender melhor esse universo de THT com algumas das novas frases introduzidas na série. Em obras com uma realidade diferente é comum autores também colocarem a identidade em novos termos e frases que dão vida a sua obra. E The Handmaid's Tale não fugiu a regra. Comandantes? Marthas? As Colônias? Aqui está um guia para entender esse mundo estranho.



Gilead: o país anteriormente conhecido como os Estados Unidos, agora sob novas leis. Na segunda temporada (não contada pelo livro) Gilead vai se expandir pela América.

Sons of Jacob (Filhos de Jacó): a organização que passou de um movimento secreto para o partido político dominante liderando Gilead e que tirou o governo dos Estados Unidos do poder.

Handmaids (Aias): mulheres férteis cuja sobrevivência depende de procriar e dar seus filhos para as famílias dos Comandantes. Elas perdem seus nomes de nascimento após a atribuição, em vez disso, são chamadas de "Of + primeiro nome de seu comandante", como a nossa heroína de June para Offred. A cor da vestimenta é vermelha.

Comandantes: os homens que lideram o "Sons of Jacob". As vestimentas deles são tipicamente ternos escuros.

Esposas: as mulheres que se casaram com os Comandantes, que (se foram designadas com uma Serva) se mostraram incapazes de ter filhos. A cor da vestimenta é azul.

Marthas: mulheres que servem as famílias de Comandantes como criadas e cozinheiras. A cor da vestimenta é verde.

Tias: mulheres mais velhas responsáveis ​​pelo treinamento e disciplina das aias e outras mulheres que vivem neste mundo. Elas têm a maior autoridade de qualquer mulher nesta sociedade. A cor da vestimenta é marrom, assemelhando-se a um uniforme militar.

Olhos: espiões e agentes responsáveis ​​pela aplicação da lei Gilead que acompanham de perto o comportamento dos habitantes de Gilead procurando por qualquer sinal de inaptidão. Em grande parte não são vistos pois são espiões secretos ou infiltrados, como no caso de Nick.

Angels (Anjos): soldados da nação de Gilead que patrulham as ruas, estão quase que em toda a parte.

"Blessed be the fruit" ("Bendito seja o fruto"): a saudação padrão entre os habitantes de Gilead. A resposta tradicional é "May the Lord open" (Que o Senhor possa abrir).

"Under His eye" ("Sobre o olho Dele"): funciona como um olá ao mesmo tempo de um adeus.

Cerimônia: o termo usado para descrever o evento mensal onde os comandantes tentam engravidar as aias (que se encontram entre as pernas da Esposa do Comandante o tempo todo) por meio de estupro.

The Rachel and Leah Center (O Centro Raquel e Lia):  Também citado como "O Centro Vermelho", é aqui que as aias receberam seu treinamento inicial pelas Tias.



Tokens: Os cupons que aias e outras mulheres usam para comprar nas lojas ainda abertas sob a lei Gilead. Eles não apresentam texto (como os rótulos dos produtos para os quais eles podem ser trocados), porque em Gilead, as mulheres não podem ler.

Traidores de gênero: como Gilead classifica homens e mulheres gays. Referido-os como seres criminosos.

Particicution (Particulação): Uma execução brutal em que aias são liberadas para fazer o que querem para um prisioneiro do Estado. O resultado é geralmente morte em massa por apedrejamento e violência brutal. Janine escapou do destino trágico, as aias se recusaram a fazê-lo.

As Colônias: terrenos tóxicos para os quais o banimento representa uma sentença de morte. As mulheres que servem de aias costumam optar por fazê-lo porque é preferível do que trabalhar limpando as Colônias (a única outra opção que a nação Gilead lhes oferece). Na primeira temporada, bem como no livro as Colônias só são citadas, mas na segunda temporada já foi confirmado que será um cenário a ser explorado.

Unwomen: O tipo de mulher que acaba trabalhando nas Colônias.

Freedom: uma relíquia do passado.

Percebeu algum termo diferente e quer saber mais sobre? Conte nos comentários!