Handmaid's News

Como Serena criou laços afetivos de mãe com Holly/Nichole sem ser de fato mãe


Até onde os limites de caso doentio e de amor maternal vão?

A terceira de The Handmaid's Tale se aproxima do final, resta apenas mais um episódio. Dentre altos e baixos da temporada, a personagem que ganhou muito destaque depois da segunda temporada foi Serena Joy, brilhantemente interpretada por Yvonne Strahovski, nomeada ao Emmy 2018.

Depois de ter deixado Holly/Nichole ser levada ao Canadá, na terceira temporada era esperado que ela se voltasse contra o regime de Gilead se juntando com June na luta pela liberdade, mas muito pelo contrário, a esposa do Comandante Waterford passou quase todo o terceiro ano de The Handmaid's Tale na luta para reaver a "sua" filha e o único momento que teve a oportunidade de se virar contra, entregando Fred, foi em troca de uns momentos com a bebê.

Para você, que como eu, continua se perguntando os motivos de Serena ser tão obcecada por essa criança sem ao menos ser a mãe verdadeira, há algumas coisas a serem lembradas do decorrer dessa trama de "mãe e filha" entre Holly/Nichole e Serena.

Ela projetou a concepção e o nascimento de Nichole

Sim, June e Nick tiveram um caso e se apaixonaram, mas da perspectiva de Serena foi de que foi ela quem os uniu. Para a esposa de Fred, Holly/Nichole é tanto de June quanto dela, ela espelha a divisão de tarefas entre a esposa e aia da Cerimônia na concepção de Holly/Nichole por June e Nick.

Serena foi acreditada como mãe

Durante meses, mesmo depois que June desapareceu, Serena acreditou de que a bebê de June era dela, ela era tratada como mãe pelas esposas e pela sociedade em geral de Gilead. Quando June voltou depois de ter tido Holly na casa de campo, Serena agiu e se comportou como se a bebê já fosse sua, embora fosse June carregando-a.

A tentativa de criar laços as aproximam

Depois que June deu à luz, Serena cuidou por cerca de um mês de Holly/Nichole sem June. Serena com a ajuda de Rita cuidou dela, alimentou-a, embalando-a para dormir. Há toda probabilidade de Serena desenvolver um vínculo materno real com Holly/Nichole. Na segunda temporada, Serena, mesmo sem leite, até tentou amamentar Holly/Nichole para acalmá-la quando o suprimento de leite diminuiu. Até onde os limites de caso doentio e de amor maternal estão, é difícil dizer.

A finale da terceira temporada promete uma Serena implacável na busca por Holly/Nichole, ela passou por um ano realmente acreditando que Holly/Nichole era sua bebê, uma filha que não é algo fácil de desistir. Agora, resta saber o desfecho dessa história, que não parece animador pros dois lados.