Handmaid's News

Escolhas Musicais do Elenco

A Billboard conversou com quatro atrizes de The Handmaid's Tale sobre a música que melhor representa suas personagens e sobre suas cantoras favoritas. (Playlist no link e no final do post)

Samira Wiley (Moira)


  • Qual música melhor representa sua personagem na série?

“No Problem” de Lil Scrappy. Essa música representa a alma da Moira. É sobre como ela vai enfrentar alguém se essa pessoa ficar tentando ferrar com ela.

  • Qual música te empodera neste momento político?

“Man in the Mirror” do Michael Jackson. Eu amo essa música porque a resposta para a razão da vida é feita de forma simples. Sinto que a mensagem é seja a mudança que você quer ver no mundo.

  • Qual cantora você admira e qual música dela você acredita que seja a mais empoderadora?

“Brave” da Sara Bareilles. Amo Sara Bareilles! Outras músicas dela também são empoderadoras e inspiradoras, mas acho que essa música, em particular, no momento político que estamos vivendo, é especialmente relevante.

  • O que em Handmaid’s Tale ressoa em você neste momento político?

Trabalhar em Handmaid’s Tale e viver a coragem que essas personagens têm em cada episódio me mostra a coragem que posso ter em minha própria vida. Poder aprender isso com um seriado é incrível. Mostra que a arte pode gerar mudanças reais.



Ann Dowd (Tia Lydia)


  • Qual música melhor representa sua personagem na série?

“I Put A Spell on You” do Creedence Clearwater Revival. A letra fala por si. O desejo da personagem é enfeitiçar essas garotas de forma que elas sigam a Bíblia e permaneçam assim. Essas garotas pertencem à ela.  

  • Qual música te empodera neste momento político?

 “You Don't Own Me” de Dusty Springfield. A mensagem: tire suas mãos de mim e do que eu acredito. Farei as decisões por mim. Mantenha a sua visão limitada de mundo, a sua mente fechada, para você.

  • Qual cantora você admira e qual música dela você acredita que seja a mais empoderadora?

 “Sinnerman” da Nina Simone. Um número significativo de pessoas em Washington poderia se beneficiar se sentassem e escutassem essa música. Nina Simone tem um entendimento muito íntimo de repressão e dor. Ela tem uma coragem tremenda e empatia. Ninguém derruba ela.

  • O que em Handmaid’s Tale ressoa em você neste momento político?

The Handmaid’s Tale é um alerta e me diz para me manter acordada, não deixar que as pequenas coisas em que não acredito passem batido, me posicionar. Assumir a responsabilidade do que importa para você, não esperar que os outros façam isso. E também ser muito corajosa.

Madeline Brewer (Janine)


  • Qual música melhor representa sua personagem na série?

“All I Have to Do is Dream” de The Everly Brothers. Essa música criou muito da Janine em mim. É uma dica de todo o seu caráter. Ela não é “maluca”. Ela está se recusando a aceitar a realidade que forçaram para ela. Ela está resistindo. Ela sonha sobre sua vida de antes, seus filhos, a vida que poderia ter, a pessoa que poderia se tornar. A ideia de que quando você quer algo, está sentindo falta de alguém ou algo, tudo que te resta é sonhar. Sonhar que estão em seus braços, sonhar que você está longe dali, sonhar até que a dor da falta seja suportável. A forma de resistência diária de Janine é resistir aos horrores que Gilead apresenta para ela. As punições que ela sofre, a dor, o medo. Ela sonha em uma forma de escapar deles e vai para uma realidade em que pode sobreviver.

  • Qual música te empodera neste momento político?

“You’ve Got A Friend” de James Taylor. Essa música significa, para mim, simplesmente, ser uma amiga sempre. Sempre ser gentil quando parecer que todos estão desistindo uns dos outros. Amar cada vez mais.

  • Qual cantora você admira e qual música dela você acredita que seja a mais empoderadora?

 “Superwoman” da Alicia Keys. Essa música sempre teve um espaço especial no meu coração. Foi um hino para mim no começo da adolescência quando estava descobrindo o poder em mim. As mulheres em Gilead têm tão pouco poder. Descobri que, para mim e para Janine, entender o poder que você tem te traz força e faz com que você seja verdadeira consigo, mesmo que tentem apagar sua chama. Além disso, Alicia Keys sempre foi uma representação de uma mulher forte, empoderada, inteligente e talentosa.

  • O que em Handmaid’s Tale ressoa em você neste momento político?

Não posso dizer nada que já não tenha sido dito. Nenhuma das atrocidades em Handmaid’s Tale é puramente ficção. Tudo que Margaret escreveu tem reação com algo que aconteceu no mundo com seres humanos. Toda a história ressoa, especialmente como mulher que aprecia o direito ao seu próprio corpo, mas também como humana que se importa profundamente com a igualdade entre as pessoas.


Yvonne Strahovski (Serena Joy)


  • Qual música melhor representa sua personagem na série?

"Fruits of my Labor” de Lucinda Williams. Apesar da ironia do título, a música tem uma vibe melancólica que me lembra como Serena fica recordando de como a vida era para ela e o Comandante. Também fala sobre as mudanças que ela fez em sua vida até esse momento e como, nisso, ela perdeu aspectos do relacionamento que costumava ter. Tudo é triste para mim e fala sobre Serena porque sempre a vi como alguém com uma tristeza muito profunda, não uma brutalidade. Vejo que boa parte da brutalidade dela sendo o resultado desta tristeza porque ela perdeu o amor em seu relacionamento. Acredito que seja uma das forças que regem suas ações, por mais horríveis que sejam.

  • Qual música te empodera neste momento político?

“No Time To Sleep” de Tina Dico. Amo a frase principal desta música, que é a mesma do título. “Esse não é o momento de dormir” faz muito sentido para mim. Mas a música também fala sobre os momentos em que você desiste. Quando as coisas parecem difíceis demais para levar adiante, ou sobre a ignorância em não olhar para o passado para aprender sobre o futuro. Me reconectei com essa música enquanto estava em Toronto gravando a série e tentei encontrar o significado original da música e o motivo para ela ter sido escrita, mas eu não consigo encontrar de forma alguma na internet. Mas, sobre independentemente sobre o que ela foi escrita por volta de 2008, ela definitivamente falou comigo hoje em dia por causa do momento político. Se conecta com meu desespero interno.

  • Qual cantora você admira e qual música dela você acredita que seja a mais empoderadora?

Tracy Chapman. Ela sempre escreve sobre tópico sociais e políticos. E a música dela é atemporal, clássica e hipnotizante. Ela é uma artista corajosa, honesta e sua música é algo que sempre procuro de tempos em tempos. É difícil escolher apenas uma.

  • O que em Handmaid’s Tale ressoa em você neste momento político?

Vamos começar com a desigualdade que a série mostra. A retirada dos direitos das mulheres. A perda da dignidade. O sistema hierárquico desigual baseado em uma crença limitada. O abuso de poder. A prioridade no poder em vez do bem-estar e no melhor para a humanidade em si. Todas as coisas que infelizmente são vistas na sociedade de hoje e nas manchetes dos jornais.

Ouça todas as músicas recomendadas por elas e siga a Playlist abaixo no Spotify:



Fiquem ligados no The Handmaid's Tale Brasil e em nossas redes sociais @HandmaidsBrasil (twitter), @handmaidsbrasil (instagram) e @HandmaidsBrasil (facebook) para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Handmaid's Tale.